Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 10.jul.2017, Mateus 5

EU, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bem-dizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; [Lucas 23.34; 6.27-28; Atos 7.60; Romanos 12.14; 1Pedro 3.9; Salmos 7.4]
Para que sejais filhos do vosso PAI que está nos céus;
porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
[Lucas 6.35; Atos 14.17; Mateus 5.9; Jó 25.3; Salmos 145.9]
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? [Lucas 6.32-35; Mateus 6.1; 9.10-11; 11.19; 18.17]
E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? [Mateus 5.20; Lucas 6.32; 10.4-5; 1Pedro 2.20]
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso PAI que está nos céus. [Levítico 19.2; Colossenses 1.28; Gênesis 17.1; Deuteronômio 18.13; Lucas 6.36]

[664,370]

outubro 31, 2012

Quem precisa das 'igrejas' ??!!

[281310]

Há um equívoco, sofisma, engano, dogma, falsidade, uma mentira que muitos creem que a Igreja é o prédio, ou o templo, ou o lugar em que elas se reúnem; nada mais superficial e ridículo quem assim acredita; pois, o cristianismo infantilizou as mentes para que deem importância ao lugar em si das reuniões.

A Palavra de Deus, através do contexto bíblico sobre a Igreja, faz referência a Ekklēsia, são as pessoas e não os lugares apelidados de ‘igrejas’; porquanto, a Igreja de Deus é a "universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus" [Hebreus 12];

Porém, muitos evangélicos, querem afirmar pela meninice, saber que a Igreja são pessoas, mas, vivem idolatrando os lugares apelidados de ‘igrejas’...

É primordial a ação de Espírito Santo na vida dos que professam ao Filho de Deus; não podemos dizer da boca p'ra fora, mas viver no coração a Palavra de Deus; muitos tem se firmado nas palavras de homens religiosos, querem ouvir pregações, acreditam nas lideranças religiosas com seus títulos e estudos acadêmicos, mas se esquecem de que seus lideres evangélicos nada sabem, por que Deus assim admoesta que, “se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber” [1 Coríntios 8].

Entendam que o Espírito Santo vai nos tornando autodidata, dia a dia nos molda aos parâmetros da estatura de Cristo...

Entendam que os edifícios que chamam de ‘igrejas’ nada são; por que para com Deus, o edifício é espiritual, e as pedras que são usadas na construção deste edifício são os que professam a Cristo como Senhor e Salvador, são pedras vivas [1Pedro 2] e não tijolos e cimento... a Igreja de Deus são pessoas!!

Entendam que a congregação são as reuniões, e não importa em que lugar elas se realizam, o importante é estar reunidos em Cristo!!

Em nada nos importa as “religiões”, pois, elas são engano e mentira; por que "a religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo"[Tiago 1], esmiuçando ainda mais, a Palavra de Deus testifica que a religião são obras, os frutos que levamos a Deus por Cristo nosso Senhor.


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.

.

outubro 24, 2012

A supremacia religiosa nas ‘igrejas’

[279085]

Em Seu amor, por Seu poder, Deus tem agraciado a humanidade; desde os primórdios tem derramado atributos e dons que fortalecem aos homens na caminhada a santificação, no amor ao próximo, na ajuda aos pobres e necessitados;

E, contrária ao amor divino, a religiosidade disfarçada nas religiões tem seu próprio “poder”, faz negócio, comércio, amedronta, ameaça, afasta o ser humano de Deus, faz divisão, reprime a todos os tornando falsos, por ela muitos se autodenominam exclusivos de Deus, se “ungem” para militar em causa própria, fundam e criam suas instituições religiosas apelidadas de “igrejas” (igreja instituição) alimentando seus “egos”, através de dogmas e sofisma buscam as pessoas para que acreditem em suas teorias do achismo; e porque??

Por que as religiões são para os que necessitam e buscam alguém que lhes proporcione imposições, ditam regras do que devem fazer, necessitam ser guiados por homens de títulos eclesiásticos (pastor, padre, bispo, missionário, após“tolo”, reverendo...), pois, querem um cristianismo de facilidades que não reconhece o sofrimento vicário de Cristo, e buscam a um “deus” para satisfazer a avareza, seus desejos imoderados e inconfessáveis de possuir as coisas materiais.

Religiosidade
1 Atitude do que é religioso;
2 Inquietação do espírito que hesita em obrar receando que o ato não seja lícito;
3 Hesitação;
4 Nojo; asco; repugnância;

Através desta necessidade de milhares em ser controlados por homens de títulos eclesiásticos, estes religiosos se especializaram na persuasão e enriquecimento com a fé alheia, entretanto, Deus já os tem repreendido por usurparem de outrem [Jeremias 22.13-17].

Milhares de milhares por não suportarem a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoam para si religiosos conforme as suas próprias concupiscências; querem ouvir pregações e sermões destes religiosos (pregadores das igrejolas evangélicas, católica), que se prendem ao desdém dos ridículos e exagerados programas evangélicos na tv, que marcham atrás de uma patética cobertura espiritual de outros homens de títulos eclesiásticos também pecadores;

Embora, estes milhares de milhares creem em homens pregadores eloquentes, é imprescindível que precisam em verdade é se renderem a pregação que Jesus Cristo nos proporcionou através de uma fala com vida, em ações práticas pelo linguajar do povo;

Os homens de títulos eclesiásticos são pregadores que pregam, falam o que a maioria quer ouvir, por que não possuem compromisso com Deus pelo evangelho.

Voltemos a simplicidade do evangelho que traz uma pregação que efetua o que promete ou o que se espera; que causa o resultado inicialmente pretendido que é levar as pessoas a Deus por Jesus Cristo;

É necessário buscar a Cristo como modelo a ser seguido; mesmo por que, a maioria dos homens de títulos eclesiásticos são desprovidos de quaisquer vivência divina para buscar a transformação real e verdadeira que Cristo nos proporcionou ao morrer na cruz do Calvário em nosso lugar.


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.

.

outubro 15, 2012

O esperto ao contrário pensa em ‘ir’ a igreja

[276210]

Cristo foi cristalino, explícito, subjetivo: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” [João 16].

Entretanto, contrários ao que expos o Filho de Deus, que as nossas enfermidades e dores levou sobre si; milhares têm buscado os lugares apelidados de ‘igrejas’, vivem do despautério que nestes lugares se encontra abrigo de paz, aconchego e cobertura espiritual.

Não podemos deixar que os religiosos nos enganem, por que quando se busca a Deus [Jeremias 29.13] e medita (estuda) dia e noite a Palavra de Deus [contida na Bíblia], o Espírito Santo nos torna autodidata, e porquanto, a “unção que recebemos dEle, fica em nós, e não temos necessidade de que alguém nos ensine; mas, como a Sua unção nos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela nos ensinou, assim nEle permanecemos” [1João 2].

É triste saber que milhares de frequentadores de lugares apelidados de ‘igrejas’, que chegam até a brigar e enfurecer quando desmascaramos a religiosidade, aceitam a crendice da importância em si dos lugares (prédios) que chamam de ‘igreja’, se sujeitam a serem espertos ao contrário; e porque afirmo isto??

Ora, a Palavra de Deus [contida na Bíblia] não ensina que lugares ou prédios é uma ‘igreja’, pois, o significado desta palavra biblicamente falando, nos dá entendimento que a ‘Igreja’ são pessoas;

Cristo se deu a Si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para Si um povo Seu especial, zeloso de boas obras [Tito 2] constituindo para Si um edifício espiritual, a Igreja, da qual, nós, como pedras vivas, somos edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus pelo próprio Cristo [1Pedro 2];

Para tanto, não são necessários lugares ou locais (apelidados de templos) para se constituir uma ‘igreja’, e nem tão pouco, somente se constitui uma ‘igreja’ se estiver somente reunidos nos lares;

O ensinamento bíblico é enfático quando nos testifica da reunião dos que professam a Cristo como Senhor e Salvador, sabendo que, a reunião dos professos não é explicitamente a “Igreja”; esta reunião, assembléia dos crentes, é a comunhão em união dos irmãos em Cristo, que, quando se ajuntam, cada um de tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação; fazendo tudo para edificação [1Coríntios 14].

Assim, a verdade pela Palavra de Deus [contida na Bíblia] testifica que a Igreja de Deus são pessoas, os professos em Cristo como Senhor e Salvador [Romanos 10] que são chamados para sair do pecado e pertencer tão somente a Ele e não aos lugares apelidados de ‘igrejas’...

Enfim, pela Palavra de Deus [contida na Bíblia] não é errado se reunir em Cristo sejam nos lares ou em lugares específicos para este fim [Mateus 18.20]; porém, não é justo diante de Deus, é viver sem razão, sem a mente de Cristo, dar importância aos lugares da reunião e chama-los de ‘igrejas’.


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.

Despautério
1 Grande disparate; tolice de marca maior. = CONTRA-SENSO, DESCONCHAVO, DESPROPÓSITO

Lugares apelidados de ‘igrejas’
1 igreja instituição
2 instituições religiosas com placas de ‘igrejas’
3 denominações ou congregações ou comunidades evangélicas
4 igrejas evangélicas, católica
5 sistema religioso, cristianismo, as religiões

outubro 05, 2012

Batizado com o Espírito Santo!! Como é??

[273505]

Sem dúvidas, ser batizado com o Espírito Santo é uma das melhores descrições que se refere aos evangélicos pentecostais;

Acho interessante. Desde que conheci realmente ao Senhor Jesus, O conhecendo através de Sua Palavra, nunca me senti bem quando as pessoas se referiam a mim como um evangélico, sempre tive repulsa a ser chamado de tal...

Frequentei uma igreja instituição (Assembléia de Deus), por 6 anos, e todo este tempo ouvia que era necessário buscar (pedir a Deus) o revestimento de poder, chamado de "batismo do Espírito Santo", com o início em falar línguas estranhas (e coloca estranhas nisto); eles dizem que nem todos recebem, somente alguns (é como estar vestido e colocar um paletó por cima da roupa, dizia o pastoreco), esta é uma das bases principais apregoada pela teologia pentecostal (além dos rodopios e da gritaria)...

Fundamento dos pentecostais

Deus reveste (batiza) com o Espírito Santo, e o inicio como sinal é o falar em línguas estranhas; baseiam-se em Atos 2 (dia de Pentecostes), por que os discípulos que estavam reunidos no Cenáculo, foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas.

Entretanto, o relato bíblico de Atos 2 nos testifica que:

Primeiro, o Espírito Santo foi derramado sobre os discípulos como cumprimento da profecia em Joel 2.28-29; este é o 'batismo' que João Batista se referiu em Mateus 3.11 e Marcos 1.8 e Lucas 3.16, porquanto, é um batismo sobre todos os seguidores de Cristo (e não em meia dúzia), mesmo por que há um só batismo [Efésios 4.5];

Segundo, as línguas apregoadas se referem as línguas de outras nações dos religiosos que estavam em Jerusalém [Atos 2.6-11], e para os pentecostais é o dogma de falar em línguas como em 1Coríntios 14.

Ou seja, para os pentecostais, Deus faz acepção de pessoas, porque (de acordo com estes religiosos) Deus escolhe uns para "batizar" e outros não, uns tem mais poder e outros não (??).

Um dogma que machuca pessoas; por que muitos "buscam" este tal "batismo" que nunca irão receber, por que não existe, e então ficam frustradas achando que Deus os tem desprezado.

Este desprezo, eu convive, por que a filha do pastor da igrejola que frequentei, em cultos de orações, chorava constantemente, por que ela "buscava" e não recebia!!

Aliás, o terrorismo religioso é a marca registrada do sofisma pentecostal, o argumento capcioso com que se pretende enganar os meninos na fé, dizem os religiosos de plantão: "Em muitos casos, pequenas coisas que fazemos de errado e que para nós não tem nada a ver, para Deus conta muito e talvez aí seja o grande problema da pessoa não receber o batismo com o Espírito Santo."

Enfim, coisas de evangélicos pentecostais!!!


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou.