Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 06.ago.2017, João 6

Disse-lhes pois JESUS: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu;
mas Meu PAI vos dá o verdadeiro pão do céu.
[Êxodo 16.4,8; Salmos 78.23; João 1.9; 6.33,35]
Porque o pão de DEUS é aquELE que desce do céu e dá vida ao mundo.
Porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
[João 6.50; 1João 1.1-2]
Disseram-lhe pois: SENHOR, dá-nos sempre desse pão.[João 4.15; Salmos 4.6]
E JESUS lhes disse: EU SOU o pão da vida; aquele que vem a MIM não terá fome;
e quem crê em MIM nunca terá sede.
[Mateus 11.28; João 5.40; 6.41; Apocalipse 7.16; Isaías 49.10; 55.1-3]

[669,530]

dezembro 31, 2009

2010

.




A rica promessa de Jesus, a vida eterna [1João 2.25], aos que, com um coração sincero, aguardam com alegria Sua gloriosa vinda, torna-se mais real a cada dia em nossas vidas [Romanos 13.11], roguemos ao Senhor que ela se cumpra em 2010 [Apocalipse 22.20].



Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo.



Fraternalmente,


irmão James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
Comunidade "Blogueiros Cristãos"






...
..
.

dezembro 30, 2009

Discussões! Até onde estamos certos??!!

.
Nem sempre comungamos com um mesmo entendimento, apesar de que, deveríamos ter uma mesma linha de raciocínio hermenêutico, quando se trata das Sagradas Escrituras, pois, certo é que, aqueles que se primam por viver o que afirmam as santas palavras, em nosso tempo presente, estão sendo denominados de “fariseus”, há uma particular interpretação generalizada da Palavra de Deus [2Pedro 1.20];

E neste limiar, quando alguém de nós discorda, infelizmente, nem sempre a primeira atitude que tomamos é concordar;

Por vezes, ignoramos o posicionamento de outrem, e logo tomamos como uma afronta;

Muitas vezes, para nos proteger (como se tivéssemos sendo atacados, apesar de muitas ocasiões serem a opção escolhida pelos que se dizem irmãos), desclassificamos nosso discordante, de modo que estamos certos e ele, necessariamente, errado!

Pode ser que a crítica gere em nós um processo tão emocionalmente forte que perdemos o controle de nossa tão primitiva razão; quando assim procedemos, estamos perdendo a oportunidade de fazermos melhor o que fazemos ou de nos tornarmos pessoas melhores. Para o nosso próprio bem.

Em todo o caso, é melhor ser um perdedor nas discussões, a que um vencedor sem entendimento!!

E qual é aquele que nos fará mal, se formos zelosos do bem?

Mas também, se padecermos por amor da justiça, somos bem-aventurados. E não tenhamos medo deles, nem nos perturbar [1Pedro 3];

Antes, santificar ao Senhor Deus em nossos corações; e estar sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que nos pedir a razão da esperança que há em nós, tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de nós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do nosso bom porte em Cristo.


.
________________

dezembro 26, 2009

Exalta o humilde e humilha o soberbo

.
"Embora esteja nas alturas, o Senhor olha para os humildes, e de longe reconhece os arrogantes" [Salmos 138.6].

Quanto mais alto em conhecimento bíblico, quanto mais destacado na escala social religiosa, quanto mais cheio de bens dizendo-se abençoado, quanto mais mencionado pela mídia e aclamado pelas massas eclesiásticas, mais o ser humano se esquece das pessoas pobres e necessitadas, de condição humilde, porém, para com Deus é diferente: "mesmo das alturas, o Eterno se apercebe dos humildes e adverte os arrogantes".

Não nos causa admiração Jesus ter iniciado Seu ministério lendo em público na sinagoga de Nazaré, onde sobre Si é aplicada a profecia de Isaías: "O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do Senhor" [Lucas 4.18,19].

Aqueles que se declaram tementes a Deus e discípulos de Jesus Cristo precisam tomar posição a favor dos pobres e necessitados, dos humildes, e repudiar a arrogância. Precisam ser atraídos em direção aos miseráveis e não em direção aos arrogantes.

Quem despreza ao seu companheiro peca, mas o que compadece dos humildes é bem aventurado" [Provérbios 14.21]; é feliz quem trata com bondade aos necessitados!

As Escrituras são muito severas quanto ao assunto, pois, o "que escarnece do pobre insulta ao seu Criador, o que se alegra da calamidade não ficará impune" [Provérbios 17.5]. E justo o expoente máximo da realeza de Israel — grande em sabedoria, riqueza, poder e fama — é quem mais aborda o problema dos pobres e a antipatia dos ricos sovinos. É Salomão quem diz: "O homem pobre que oprime os pobres é como a chuva impetuosa, que causa a falta de alimento" [Provérbios 28.3].

É urgente e necessária a leitura e meditação da palavra do salmista, quando diz:

"Ainda que o SENHOR é excelso, atenta todavia para o humilde; mas ao soberbo conhece-o de longe" [Salmos 138.6].

Atentamos ainda que, a humildade a que se refere o salmista, não se trata daquela que dizem ter os igrejeiros que vivem cantarolando músicas com letras religiosas, enclausurados em templos, um povo religioso que visa somente seus benefícios, buscam o que há nas outras seitas e levam para dentro de suas igrejas (canções, rodopios, danças), somente cantam e dançam, aceitam tudo o que for dito em púlpitos e palcos, querem e exigem que Deus derrame sobre eles bênçãos em troca de ofertas e dízimos...

... mas os que, com um coração quebrantado, padecem por Amor a Cristo, são humildes, por que, aos que tiverem fome, dão de comer; aos que tiverem sede, hão de dar o de beber; ao estrangeiro, hospeda-o; ao nu, hão de vesti-lo; aos que adoecerem, visitá-los; e aos que estiverem na prisão, ir vê-los [Mateus 25.31-46].


.
________________

dezembro 25, 2009

É Natal, pela hipocrisia dos homens!!

.



No conforto das comemorações natalinas!!

















E aos semelhantes??
























"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
"




.

dezembro 21, 2009

O Nascimento do menino Jesus

.
Em nenhuma ocasião Jesus expressou a idéia de que Seus seguidores devam celebrar Seu aniversário. Pelo contrário, em duas ocasiões [Lucas 11.27,28; Marcos 3.31-35] quando as pessoas queriam enfatizar Seus laços naturais (mãe e irmãos), Ele rapidamente rebateu esta atitude, enfatizando a importância dos Seus laços espirituais (os discípulos e todos aqueles que ouvem e praticam Sua Palavra);

Em outras palavras, Jesus não queria ser venerado como um grande astro e sim como o Caminho pelo qual todos os homens poderão chegar a Deus nas mesmas condições de filiação que Ele tem.

É com este propósito que Ele realmente instituiu uma cerimônia em Sua memória, não um aniversário uma vez por ano, mas [1Coríntios 11.23-25] Jesus quer que nos lembremos dEle sempre, não como uma figura histórica a ser homenageada, mas como o Pão e o Vinho da Ceia, que nos alimentam e nos dão o poder para tornar-nos como Ele.

Guardando isto em mente, e, lembrando que, as “coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei” [Deuteronômio 29.29] .

Então, podemos declarar que a Bíblia nos mostra a época do ano em que Jesus nasceu, sem contudo precisar uma data exata.

O principal relato, encontra-se no evangelho de Lucas, um médico, e, portanto, pessoa acostumada a tratar de minúcias, que devido a sua própria profissão se acostumara a ser meticuloso e detalhista.

Pois bem!

No primeiro capítulo evangelho de Lucas, encontramos fatos que não podem encontrados em nenhum dos outros evangelhos:

Lucas 1.5
Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel”.

Anotemos uma 1ª expressão: DA ORDEM DE ABIAS

Continuando o relato bíblico:

Lucas 1.8,9
E aconteceu que, exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, na ordem da sua turma, segundo o costume sacerdotal, coube-lhe em sorte entrar no templo do Senhor para oferecer o incenso”.

O Espírito Santo insiste: NA ORDEM DA SUA TURMA. E ali, conforme os versículos seguintes, Zacarias teve uma visão de um anjo, que lhe disse que teria um filho. Pelo fato de não ter crido, ele ficou mudo; essa mudez constituiu um sinal de que aquela visão realmente fora de Deus. Continuando:

Lucas 1.23,24
E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério, voltou para sua casa. E, depois daqueles dias, Isabel, sua mulher, concebeu”...

A conclusão a que chegamos até agora é a seguinte:

João Batista, o profeta, o precursor de Jesus, foi concebido imediatamente após o período em que ocorria o “turno” de Abias, quando Zacarias voltou para casa e para sua esposa, depois de ministrar no templo.

Nos versículos Lucas 1.26-40 relata a visita do anjo Gabriel a Maria. No final daquela visita, o anjo lhe disse:

Lucas 1.36
E eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril”;

Necessário através desta passagem bíblica se fazer uma nítida percepção:

Jesus foi concebido pela virtude do Espírito Santo, seis meses após o nascimento de João Batista, ou conforme os relatos acima, seis meses após a DA ORDEM DA TURMA DE ABIAS.

O que é essa ORDEM DA TURMA DE ABIAS? Em que época do ano ocorre?

Para responder, precisamos recorrer ao Antigo Testamento.

No livro de 1Crônicas 24 [versículos 1,2,7-19], se apresenta a relação dos turnos que foram organizados os sacerdotes para ministrarem na casa do SENHOR, conforme verificamos em Lucas 1.5 e seguintes, esses turnos de sacerdotes continuaram a ser obedecidos na ordem devida até a destruição do templo de Jerusalém por volta do ano 70 aD.

Nos versículos 7 a 18 encontramos uma relação de vinte e quatro turnos de sacerdotes (lembremos dos vinte e quatro anciãos que João viu [Apocalipse 4.4,10; 5.14; 11.16; 19.4]), distribuídos entre as vinte e quatro famílias de sacerdotes descendentes de Arão, que se sucediam ministrando na casa do Senhor. É fácil concluir que essa escala devia ser cumprida no decorrer do ano religioso ou litúrgico dos judeus. Assim sendo, obviamente cada turno de sacerdotes oficiaria durante quinze dias.

Anotemos uma 2ª expressão: a sorte para as divisões a Abias era a OITAVA

Quando então começava a funcionar o primeiro turno desta divisão para o ofício do ministério de entrar na casa do SENHOR?

Esta interrogação é importante, pois, da sua resposta vai depender a localização exata da época do nascimento de Jesus!

O primeiro turno começava a funcionar no primeiro mês do ano religioso dos judeus, mas quando era isso?

O primeiro mês do calendário judaico, é Abibe; coincide mais ou menos com o nosso mês de março [Êxodo 12.1,2; 13.4; Deuteronômio 16.1; Levítico 23.5] .

Êxodo 23.15
A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado no mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim;

As pessoas que estão familiarizadas com os costumes modernos dos israelitas ficarão surpresas com esta constatação, pois na verdade os judeus dos nossos dias, em todo o mundo, comemoram o Ano Novo na data da Festa dos Tabernáculos (ou Festa das Cabanas), isto é, entre setembro ou outubro.

Esta discrepância com a determinação bíblica se deve ao fato de que os israelitas, no decorrer dos séculos, por razões que não vêm ao caso neste estudo, mudaram o início do ano civil para o meio exato do ano religioso – a data da Festa dos Tabernáculos, e por isto existem dois inícios do ano judaico: o secular começar na Festa de Tabernáculos, no primeiro dia do sétimo mês do ano religioso [Levítico 23.23-25], e o religioso começa catorze dias antes da Páscoa (celebrando a saída do Egito). Contudo, para nós as modificações feitas pelos homens nada nos interessam. Interessa-nos a Palavra do Senhor:

Êxodo 12.1,2
Este mesmo mês (o mês de Abibe, o da Páscoa) vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano

Assim, o ano religioso começa a primeira festa Bíblica, Páscoa, enquanto que o ano civil começa com a terceira festa Bíblica, a Festa de Tabernáculos.

Portanto, resumindo...

Zacarias, pai de João Batista, era sacerdote e ministrava no templo durante o "turno de Abias" (Tamuz, junho) [Lucas 1.5,8,9]. Terminado o seu turno voltou para casa e (conforme a promessa que Deus lhe fez) sua esposa Isabel, que era estéril, concebeu (deu a luz) João Batista [Lucas 1.23-24] no final do mês Tamus (junho) ou início do mês Abe (julho); e, Jesus nosso Senhor, foi concebido pelo Espírito Santo [Lucas 1.24-28] seis meses depois, isto é, no fim de Tebete (dezembro) ou começo de Sebate (janeiro), provavelmente durante os dias da festa de Hanuká (a festa das luzes).

Contando-se os nove meses normais de gestação, segundo estes cálculos cronológicos, Maria veio dar a luz ao nosso Senhor no fim de setembro ou começo de outubro – nos dias da Festa de Tabernáculos, no ano seguinte, ou sétimo mês do calendário judaico – o mês de Etanim [1Reis 8.2];

O sétimo mês judaico era marcado pela Festa dos Tabernáculos, a terceira e última das grandes festas instituídas por Deus por intermédio de Moisés.

A Festa dos Tabernáculos ou das Cabanas, significava Deus habitando com Seu povo. Foi instituída por Deus como memorial, para que o povo de Israel se lembrasse dos dias de peregrinação pelo deserto em que o Senhor habitou no Tabernáculo no meio de Seu povo [Levítico 23.39-44; Neemias 8.13-18].

No evangelho de João, capítulo 1, versículo 14, vemos que o Verbo (Cristo) habitou entre nós. Esta palavra no grego é skenoo – tabernaculou; isto é, a Festa dos Tabernáculos cumprindo-se no Senhor Jesus Cristo, o Emanuel [Isaías 7.14];

Em Cristo se cumpriu não apenas a Festa dos Tabernáculos, mas também a Festa da Páscoa, na Sua morte [Mateus 26.2; 1Coríntios 5.7], e a Festa do Pentecostes, quando Cristo imergiu dentro do Espírito Santo a todos os que haveriam de ser salvos na dispensação da Igreja [Atos 2.1].

Será, porém, insensatez, hipocrisia, demagogia, e, vitupério, insinuar e comemorar que o Nascimento do menino Jesus ocorreu em 25 de dezembro, pois, quem assim procede, parece não ter o entendimento de que Jesus foi antes de todas as coisas, e que Sua vinda como Homem, deve ser aceita como a vinda dAquele que desceu dos céus para nos trazer salvação!

.
________________

dezembro 18, 2009

A santidade é oposta aos costumes das igrejas

.
Evangélicos estão se tornando uma membresia tais como muitas que presenciamos no cenário religioso;

Apesar de não possuírem imagens em seus templos, fielmente idolatram seus pastores ou gurus religiosos (principalmente os televisivos), muitos falsos milagreiros, que fazem entrar e adotaram ensinamentos adversos as Sagradas Escrituras, utilizando das festividades pagãs no intuíto de não perderem a freguesia, usam de liturgia puramente humana que não trazem o aperfeiçoamento, a edificação; ensinam crendices, vãs filosofias.

Não se pode esquecer ainda, que os evangélicos, idolatram suas denominações, ostentam com maestria o nome de suas igrejas muito além do nome do Senhor Jesus;

Seus cultos primam mais a satisfação da carne, por que a adoração ao Senhor em cânticos espirituais [Efésios 5.19] se tornou em show gospel, onde a cantoria e cantores substituíram a exposição da Palavra de Deus; além de incorporarem os rituais de danças, coreografias, rodopios;

Seguem e admiram as palavras que são pregadas nos púlpitos/palcos sem questionamentos, onde o clímax da homília funda-se em argumentos fantasiosos, verdadeiras "histórias p’ra boi dormir”.

Tornaram-se “igrejeiros”; acreditam que a assiduidade a seus templos é superior aos ensinamentos que o Senhor nos traz na prática dos frutos do Espírito [Gálatas 5.22], pois que, se acomodam em bancos, sustentam pastores e suas instituições religiosas com suas ofertas mirabolantes na busca de solução de problemas financeiros.

E isto dizemos, e testificamos no Senhor, para que não andemos mais como andam também os outros, na vaidade da sua mente.

Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram a dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.

Mas nós não aprendemos assim a Cristo, e nEle fomos ensinados, como está a verdade em Jesus; que, quanto ao trato passado, nos despojamos do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

E nos renovamos no espírito da nossa mente; e revestindo do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade; eis ,pois, que, os evangélicos não conheceram a Deus pela Sua sabedoria, mas tentam chegar a Deus pela sabedoria e ensinamentos de homens; porém, "aprouve a Deus salvar os crentes" [1Coríntios 1].

Por certo que, os evangélicos tornaram-se um povo adepto ao modismo das seitas, por que estão descuidando que a "religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo" [Tiago 1.27].

.
________________

MANUELA DUARTE NIZZA - AJUDEM!

CARO JAMES, BOA NOITE,

AO PESQUISAR MEU PRÓPRIO NOME NO GOOGLE , ME DEPAREI COM FOTOS DE MINHA FALECIDA FILHA, MANUELA DUARTE NIZZA EM SEU SITE, JESUS MAIOR AMOR.PORTANTO SOLICITO A IMEDIATA RETIRADA DE TODAS AS FOTOS, DADOS MEUS E DE MINHA ESPOSA, POIS INFELIZMENTE NOSSA FILHA NÃO RESISTIU E FALECEU EM 2009. AGRADEÇO A TENTATIVA DE AJUDA, MAS APÓS TUDO QUE PASSAMOS PREFERIMOS NÃO TER MAIS EXPOSIÇÃO DELA , AINDA MAIS NAS CONDIÇÕES QUE APARECE NAS FOTOS. ESPERO QUE RESPEITE E COMPREENDA NOSSA DOR.
MUITO OBRIGADO.

dezembro 15, 2009

Natal, engodo que não traz utilidade ao Reino de Deus!!

.
Em verdade, deve-se cumprir o que realmente nos traz a Palavra de Deus, examinando tudo, e neste limiar de festividades, em que os homens transformam seus corações em “baluartes da bondade”, é indispensável que retenhamos o bem, a fim de que, a amabilidade do coração seja extensiva em toda a nossa vida.

Pois que, ao adulterar a “certidão” de nascimento do menino Jesus, muitos se primam pela suposta excelência do amor neste momento, deixando de lado os outros 364 dias do ano!

Mas, seria interessante a altura do campeonato natalino que, aos defensores desta comemoração, e, conforme nos faz referência o doutor Lucas quanto a nobreza dos bereanos [Atos 17.11], seja notório aos evangélicos que resistem ao 25 de dezembro como dia do nascimento do menino Jesus, que não é confirmada pelas Sagradas Escrituras tal data...

Há sem dúvida muita demagogia para esta inútil data, pois que, muitos nestes dias, em momento nenhum se lembram de Jesus, de Seu nascimento, Sua morte, Sua ressurreição, mas, tão somente ao velho barbudo Noel, presentes, guloseimas e bebidas!!

Por causa disto, é inevitável nos colocar de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome, para que, segundo as riquezas da Sua glória, nos conceda que sejamos corroborados com poder pelo Seu Espírito no homem interior;

Para que Cristo habite pela fé nos nossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, podermos perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejamos cheios de toda a plenitude de Deus.

Ora, Aquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a Esse glória, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém.

.
_____________

dezembro 13, 2009

Dons ministeriais ou títulos??!!

.
Há quem indique o texto de Efésios 4.11, para justificar cargos, e, por conseguinte títulos a homens...

Entretanto, os dons de Deus e principalmente os dons ministeriais, não estão disponíveis como uma peça barata em liquidação, que quem paga barato, leva de monte.

É questão de utilidade e necessidade e não de desfile para dizer que é, que pode e que tem; é dado para ser cobrado; e Deus concede conforme a estrutura. Não esquecendo que independente onde Jesus nos posiciona, somos membros uns dos outros, tendo Jesus como o Cabeça.

Cristo é a pedra angular e os fundamentos foram postos pelos apóstolos e profetas. Todos quantos se apresentam para a obra do Senhor, são os responsáveis pela construção das paredes desta obra.

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina” [Efésios 2.20]; assim, os membros que formam a Igreja estão “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas”; uma vez que, o alicerce está pronto, ele não é construído novamente. Constrói-se sobre ele!

A Igreja do Senhor Jesus Cristo, funciona com uma variedade de ministérios, uma vez que a sabedoria de Deus é, como diz Efésios 3.10, multiforme.

Outrossim, o que relata Efésios 4.11, é tão somente que o Senhor nos agraciou os dons ministeriais, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguem a unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, a medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente, mas, é certo que alguns tentam em seu raciocínio espiritual os terem (dons ministeriais) como encargos...

... porém, sem dúvida alguma, devem deixar o título para Aquele que deve receber toda a glória!!

O Senhor nos disse para lavarmos os pés uns dos outros, por que é a maneira que nós andamos. Cremos que é muito necessário que nos exortemos uns aos outros, no tempo que se chama Hoje, para que ninguém se endureça pelo engano e para não perdermos de vista o Único que pode nos levar a viver um real testemunho, como alcançaram os antigos pela fé.

Cremos que o único e mais adequável título para nós todos, é aquele que o Senhor Jesus fala em Lucas 17.10: “servo inútil

Minha oração e esperança é que consiga pelo menos ser um, fazendo o que me é mandado fazer.

Um só é o nosso Pastor e Mestre, digno de toda reverência, e todos nós somos irmãos, apenas irmãos!

Que o Senhor nos faça verdadeiros adoradores; se O vermos realmente, iremos render-Lhe toda a glória, toda. Qualquer glória que tomarmos para nós aqui, nos será posto em conta no Seu Tribunal.

Em verdade, bem poucos são os que realmente têm amor pelas ovelhas do rebanho do Senhor, que dão de si por elas, que voluntariamente as protegem com ensinamentos divinos, que não tem torpe ganância pelo cuidado que por elas prestam...

Mas, em verdade, há um enorme contingente de homens que se locupletam destes títulos no intuito de fama, fortuna, status, privilégio, exibem superioridade por ostentarem tais nomenclaturas...

... e, para tristeza, há um rebanho que anda atrás destes!


.
_____________

dezembro 10, 2009

Evangélicos comemoram o “natal”, enquanto os crentes anunciam a morte do Senhor!!

.
As comemorações daqueles que buscam servir ao Senhor Jesus e confiam em Sua gloriosa vinda, são a “Ceia do Senhor” e o “batismo”.

Estas comemorações e ou lembranças, são as que nosso Senhor e Mestre assim nos agraciou em Seu amor; relembremos, pois, as Sagradas Escrituras:

Lucas 22
19 “E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim”.

Mateus 28
19 “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”;

Por demais então seria que fizéssemos outras comemorações, pois assim, tão somente, estaríamos contrariando as palavras de Jesus; seremos tratados como rebeldes se acrescentarmos algo ao que já nos foi desde a fundação do mundo [Apocalipse 22.18].

O nascimento de Jesus é o acontecimento maravilhoso [Isaías 9.6], miraculoso por obra do Espírito Santo [“Eis que a virgem conceberá, e dará a luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel”], uma dádiva imerecida ao mundo pecador; que é necessário que todos nós, os que cremos, devemos levar, não como uma data, mas, como as novas de grande alegria, que nos trouxe o Salvador, que é Cristo, o Senhor.

Mas, tão importante quanto o nascimento do “menino envolto em panos e deitado numa manjedoura”, é a morte do Cordeiro de Deus na cruz do Calvário, a vista disto, nos trouxe salvação, pois que, derramou Seu sangue inocente por nós pecadores;

É isto, pois, redenção, o que nos trata em suas epístolas, nossos amados irmãos apóstolos; assim, por promessa, nosso Senhor e Salvador, pela Sua morte de maldição (conforme a Lei), haverá de voltar para que, onde Ele estiver, estejamos também!! Aleluia!!

Eis que, esta é a maior e extraordinária comemoração que, nós, os crentes, viemos anunciar, “a morte do Senhor, até que venha” [1Coríntios 11].

Mas, por um ensinamento adverso a Palavra de Deus, muitos pastores ignoram esta ordenança, e infiltram no rebanho de Deus, a festa pagã natalina (veja Em dezembro é o Natal, e daí?), que os idólatras comemoram, e nesta dada anunciada, nestes dias natalinos, aflora o “amor”, de pessoas rancorosas, que se tornam, por um passo de mágica, “amáveis”, “bonzinhos”...

A conclusão surpreendente a que chegamos é de que Jesus não nasceu nem poderia ter nascido em dezembro, nem poderia usar para nascer uma data de festividade pagã, como a saturnália romana ou o natalis invicti solis, mas usou uma festa judaica, a Festa dos Tabernáculos, como ocasião para vir ao mundo.

As saturnálias, eram uma antiga festividade da religião romana dedicada ao templo de Saturno e a mítica Idade de Ouro. Era celebrada todos os 17 de dezembro. Ao longo dos tempos, foi alargada a semana completa, terminando a 23 de dezembro. As saturnálias tinham início com grandes banquetes, sacrifícios, as vezes orgias; os participantes tinham o hábito de saudar-se, acompanhado por doações simbólicas.

É importante notarmos a esta altura que estamos tratando com um Deus sábio e lógico, autor da matemática celeste e das ciências exatas, que determinou a órbita dos astros e dos elétrons com exatidão inestimável, e que não faz nada por acaso ou coincidência, nem é tomado de surpresa pelo desenrolar dos acontecimentos, pois é Onisciente.

.
______________

dezembro 08, 2009

Igrejas evangélicas na mira de Justiça

.
Ações do MP focam igrejas evangélicas em expansão

Por Alessandro Cristo (compilação)

A recente decisão que condenou o casal Estevam e Sônia Hernandes por evasão de divisas, dada na terça-feira (1º/12) pela 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, põe novamente em destaque o nível de atenção dedicada pelo Ministério Público e pela Justiça aos movimentos religiosos de massa chamados neopentecostais evangélicos. Em crescimento contínuo há mais de 40 anos e com previsão de abranger metade dos brasileiros até 2020, as igrejas não têm atraído apenas fiéis. Sob os holofotes, ao reunir milhões de adeptos nas ruas, eleger parlamentares e colocar no ar programas diários e até canais exclusivos de televisão, despertam também a atenção de quem duvida de que o seu sucesso venha mesmo do céu.

Os alvos preferidos têm sido as igrejas Renascer em Cristo e Universal do Reino de Deus. As principais denúncias, no entanto, enfrentam dificuldades na Justiça. O Ministério Público tenta encaixar a tese de que, como não precisam explicar a origem do que recebem, as igrejas mais engajadas em atividades extracultos podem estar lavando dinheiro. Assim, as empresas e fundações criadas para administrar canais de televisão, projetos assistenciais, bens imóveis e até contratar funcionários estariam esquentando dinheiro sujo.

O problema é justamente esse: até agora, nenhuma prova trazida a público levou a indícios de dinheiro ganho em crimes. As acusações menos voláteis se baseiam apenas no fato de entidades com imunidade tributária investirem em negócios empresariais — o que a lei não proíbe, desde que os tributos das empresas sejam pagos normalmente. Ou seja, a possibilidade de haver lavagem já é motivo para acusações.

Até o acidente ocorrido em janeiro com o prédio da sede da Igreja Renascer, liderada pelo casal, virou assunto para o MP. Uma investigação apura se o desabamento do teto do templo, na Zona Central de São Paulo, que matou nove pessoas, foi culpa da direção, mesmo tendo a recente reforma do telhado sido aprovada pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Universidade de São Paulo.

Nesta quinta-feira (3/12), a Justiça concedeu liminar ao MP que suspende a execução da reconstrução do prédio. O MP alega que o edifício vai trazer impacto no trânsito da região, no bairro do Cambuci, e que uma comissão especializada da Prefeitura é que deveria ter autorizado o alvará.

Condenação

Em relação a condenação dos Hernandes por evasão de divisas... foram religiosos os argumentos que levaram o juiz a aumentar a pena dos fundadores da Renascer na condenação. "A motivação não teria relevância se não fossem os réus quem são. Líderes religiosos, os acusados veneram as coisas sagradas e os mandamentos divinos", diz a sentença. Segundo ele, por defenderem esses princípios, "não poderiam incorrer à prática delitiva para o continuísmo de enriquecimento sem causa aparente colocado em marcha junto ao emaranhado de dogmas da fé cristã".

O agravante, segundo a sentença, se deve a função sacerdotal dos acusados. "Existem circunstâncias agravantes, em especial a de violação de dever inerente a ministério, ou seja, atividade religiosa, nos termos do artigo 61, inciso II, alínea ‘g’ (terceira figura), do Código Penal, de forma que aumento a pena aproximadamente em 1/6 (um sexto)”.

Pressão universal

Antes da Renascer em Cristo, outra comunidade entrou na mira do Ministério Público. Edir Macedo, líder da Universal do Reino de Deus, também foi acusado de lavar dinheiro, com o qual teria comprado a Rede Record, em 1989. Novamente as acusações ainda não tiveram desfecho. A investida começou depois que imagens captadas pela Rede Globo foram exibidas com insistência pelos telejornais, mostrando os obreiros da igreja levando sacolas de ofertas dos fiéis em um culto celebrado no estádio do Maracanã.

Em denúncias de lavagem de dinheiro, o Ministério Público afirma que o conceito de organização criminosa existe e está devidamente explicado na Convenção de Palermo. A ligação entre lavagem de dinheiro e organização criminosa, segundo o MP, é feita porque, de acordo com a legislação brasileira — a Lei 9.613/98 —, a ocultação de bens ilícitos sempre é antecedida por outro crime, aquele que gerou os bens ilícitos.

.
________________

dezembro 05, 2009

Jesus, sumo sacerdote idôneo e compassivo

.
Convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos examinado pelas Sagradas Escrituras, para que em tempo algum nos desviemos delas.

Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por Sua vontade?

Porque não foi aos anjos que sujeitou o mundo futuro. Mas em certo lugar testificou alguém, dizendo: Que é o homem, para que dele te lembres? Ou o filho do homem, para que o visites?

Tu O fizeste um pouco menor do que os anjos, de glória e de honra O coroaste, e O constituíste sobre as obras de Tuas mãos; todas as coisas Lhe sujeitaste debaixo dos pés.

Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos” [Hebreus 2].

Porque convinha que Aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos a glória, consagrasse pelas aflições o Príncipe da salvação deles.

Porque, assim O que santifica, como os que são santificados, são todos de Um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos, dizendo: “Anunciarei o teu nome a meus irmãos, cantar-te-ei louvores no meio da congregação”.

E outra vez: “Porei nele a minha confiança”. E outra vez: “Eis-me aqui a mim, e aos filhos que Deus me deu”.

E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também Ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte; e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos a servidão, ainda que, muitos persistem na busca das coisas terrenas, na tentativa da barganha com o Todo-Poderoso.

Porque, na verdade, Ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão. Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser Misericordioso e Fiel Sumo Sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo.

Porque naquilo que Ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.

.
_________________

dezembro 03, 2009

"Ai do mundo, por causa dos escândalos"

.
Políticos “evangélicos” que receberam propina oram por outro envolvido no escândalo

Em novo vídeo do escândalo no DF, o deputado Rubens César Brunelli Junior (partido PSC e da Igreja Casa da Bênção) aparece orando com o secretário Durval Barbosa e com o presidente da Câmara Legislativa, Leonardo Prudente (partido DEM e da Igreja Sara nossa Terra).




Fonte: OVerbo

.
__________________

Disse-lhes Jesus: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem!"

.
CRIME - Justiça condena casal da Renascer por evasão de divisas, defesa do casal Hernandes vai recorrer de condenação

SÃO PAULO - O juiz da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Fausto Martin de Sanctis, condenou o casal Sonia e Estevam Hernandes, fundadores da Igreja Renascer em Cristo, a quatro anos de prisão pelo crime de evasão de divisas. O casal poderá recorrer da decisão em liberdade. A prisão dos réus foi substituída pela pena de prestação de serviços a entidades filantrópicas e interdição temporária de direitos - proibição de frequentar determinados lugares, como lotéricas e casas de jogos.

Os fundadores da Renascer são acusados de terem ocultado bens de origem supostamente ilícita. No dia 7 de janeiro de 2007, eles foram presos em flagrante pela polícia norte-americana com US$ 56,4 mil escondidos em uma bíblia. Sônia e Estevam Hernandes cumpriram pena na Flórida, nos Estados Unidos.

A defesa dos fundadores da Igreja Renascer em Cristo, Sonia e Estevam Hernandes, irá recorrer da decisão da Justiça divulgada hoje em que o casal foi condenado a quatro anos de prisão pelo crime de evasão de divisas. Em nota, a assessoria da igreja afirmou que o advogado Luiz Flávio Borges D` Urso considera a decisão do juiz da 6ª Vara Criminal Federal, Fausto Martin de Sanctis, "absurda". O casal pode recorrer em liberdade.

"A sentença extrapola e muito a própria condenação solicitada pela Procuradoria da República, que seria de dois anos com pena alternativa e/ou multa. O juiz busca impor uma pena excessiva, fora dos padrões inclusive do pedido do Ministério Público Federal (MPF)", afirma D` Urso. De acordo com a Justiça Federal, a prisão dos réus foi substituída pela pena de prestação de serviços a entidades filantrópicas e interdição temporária de direitos (proibição de frequentar determinados lugares, como lotéricas e casas de jogos).

Os fundadores da Renascer são acusados de terem ocultado bens de origem supostamente ilícita. Em janeiro de 2007, os dois foram presos em flagrante pela polícia norte-americana com US$ 56,4 mil escondidos em uma bíblia. Sônia e Estevam Hernandes cumpriram pena na Flórida, nos Estados Unidos.

Fonte: NotíciasCristãs


_________________

dezembro 02, 2009

Preceitos

.
Acerca dos tempos e das estações, não será necessário discorrer; porque sabemos muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite;

Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto aquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão” [1Tessalonicenses 5].

Mas nós, já não estamos em trevas, para que aquele dia nos surpreenda como um ladrão; sejamos filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas.

Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, pois que, muitos estão em um caminho na preocupação do amanhã, na busca incansável de riquezas terrenas, enriquecendo pastores e organizações religiosas, cobrando de Deus;

Mas sejamos austeros, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, aos que vigiam, sobriamente, vivam juntamente com Ele.

Por isso é imprescindível exortar-nos uns aos outros, e edificar-nos uns aos outros. Tendo paz entre nós. Admoestando os desordeiros para com a Palavra de Deus, consolar os de pouco ânimo, sustentar os fracos, e pacientes para com todos.

Ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos.

Regozijar sempre. Orando sem cessar. Em tudo dando graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para conosco.

Examinar tudo. Retendo o bem. Abstendo de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz nos santifique em tudo; e todo o nosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

Fiel é O que nos chama, O qual também o fará.

.
________________

novembro 30, 2009

Quem vos ordenou construir templos??!!

.
"Deus não habita em templos feitos pelas mãos de homens, nem tão pouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa" [Atos 17]!

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? [1Coríntios 6]

Em uma artimanha maligna, forjaram construções de templos, através de Constantino (285-337 dC); foi ele quem iniciou a construção dos edifícios eclesiásticos; denominando-os casas religiosas, onde muitos se preocupam em estar reunidos, onde alegam ser apenas nestes locais que se estaria em comunhão, um engano doutrinário... Muitos evangélicos demonstram conhecimento secular de que suas igrejas não são os templos de tijolos, mas, jamais deixam de lado sua identificação com a denominação ou instituição religiosa, demonstrando assim, este conceito, porém negam a sutileza da divisão.

Aliás, como estar em comunhão em uma igreja evangélica instituição, que possui, como muitas, milhares membros??
Todos se conhecem fraternalmente??
Todos compartilham suas prosperidades repartindo com todos, segundo cada um tenha necessidades??
Todos compartilham no partir do pão??

O Senhor Jesus não nos ordenou a ficar reunidos dia após dia em um templo, mas, a Grande Comissão de nosso Senhor e Mestre foi: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações... Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado”, e, muitos tem desprezado o “ser-me-eis testemunhas, ... até aos confins da terra”.

Os evangélicos estão hibernando dentro de suas igrejas templos de tijolos, enquanto uma multidão sedenta perece ao redor de seus suntuosos templos, luxuosos, muitos se portam como “santos” somente quando estão dentro destas casas religiosas;

No típico templo de tijolos, a igreja evangélica, há o salão onde a congregação fica acondicionada em bancos, para escutar o pastor, o líder eclesiástico, que fala de seu púlpito, sempre mais elevado que os assentos (trazendo a idéia da divisão entre o “senhor” da igreja e seus subalternos), o único ponto de atenção, a referência central, que alimenta a igreja com seus discursos inflamados que nunca são confrontados com a Bíblia pelos ouvintes.

Não existe ensinamento bíblico para a construção destes templos e a liturgia evangélica através do Novo Testamento, os cristãos usaram o templo de Jerusalém, mas, este templo judaico não fora feito para reunião de igreja, mas destinado o ritual judaico e seus sacrifícios, e era costume dos judeus se reunirem naquele local, porém, esta reunião era no átrio exterior [Atos 5], um local público, frequentado até por incrédulos.

Aproveitado pelos escribas, o Pórtico de Salomão, era local de suas escolas e de seus debates [Marcos 11.27; Lucas 19.47 e João 10.23,24], onde também, comerciantes e cambistas instalaram suas mesas.

Jesus tão somente nos agracia com Sua divina presença, independente do local, porque, afirma, “onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” [Mateus 18]; mas, jamais se ouve falar da construção e uso de templos, pela igreja, e muito menos quando vai para o mundo de Jerusalém.

A história da igreja primitiva

Conforme relatos bíblicos, a igreja se reunia nas casas em pequenos grupos, e assim, desenvolvia uma verdadeira comunhão, um cuidado específico com cada irmão, em sua vida e no serviço do discipulado; uma postura simples e prática de como ser Igreja, não havia interesse em construir templos, se praticava e vivia um testemunho tal qual os ensinamentos de Cristo; ninguém é perfeito, embora as igrejas forjadas por homens, não tragam um bom testemunho para o qual o Senhor Jesus requer de todos aqueles que professam Seu nome [Atos 1.8].

As igrejas no lar são necessárias, porque encarnam o ensino radical de que todos têm dons e todos são ministros [1Pedro 2.9]; oferecem esperança de curar os cristãos de algumas de suas piores heresias: que alguns são mais valiosos que outros, que somente alguns são ministros; estas heresias não podem ser sanadas na teoria; devem ser sanadas, na prática, na forma social de vivermos como Igreja, a reunião de todos aqueles que amam e professam o nome do Cordeiro sobre a face da terra; independente de rótulos, de denominações, de doutrinas, de dogmas...

.
_________________

novembro 27, 2009

Julgar??!!

.
“Ungido”, capciosa palavra que vez por outra se ouve, no sentido de se afirmar sobre um denominado pastor ou profeta ou apóstolo; tentam uma auto exaltação, como “ungidos de Deus”; e em geral, para expressar que sobre si, esta sendo derramada uma “unção especial”, querendo assim que ninguém ouse questionar o que estão ensinando; temendo serem desafiados.

Estes homens, e até mulheres, utilizam deste subterfúgio para assim, numa classe especial de religiosos, sobrepor a qualquer um sua qualidade superior eclesiástica, tornam-se famosos, e para estes amantes de si mesmos, sempre aparece os cavaleiros dispostos a utilizar de todas as armas para defendê-los;

Basta que sejamos divergentes ou contrários a qualquer ponto das pregações de famosos televisivos ou aos dogmas de instituições religiosas de denominações, pronto! Em instantes, aparecem os defensores, os que, na realidade querem aproveitar dos supostos benefícios divinos advindos dos ensinamentos destes magos da liturgia religiosa, e chefes de igrejas evangélicas templos de tijolos.

E nesta defesa, utilizam sempre da cansativa afirmação: “Quem é você para julgar!

Porém, ao asseverarmos quanto a estes pastores famosos televisivos e suas exposições de arrecadação financeira, quando direcionamos aos dogmas religiosos das igrejas evangélicas templos de tijolos, certo é que, não temos a intenção de condenar quem quer que seja;

Tão somente, queremos que prevaleça a verdade do evangelho de Cristo, somos sabedores que ao trazer alguma mentira, ou difamar por calúnias a quem quer que seja, estaríamos não só pecando contra a vontade de Deus, como também infringindo a Constituição brasileira.

Outrossim, é importante que os desavisados utilizem-se da Palavra de Deus antes que se armem de paus e pedras na defesa de seus gurus religiosos; chegou o tempo de um certo grupo de evangélicos, cavaleiros alienados de pregadores famosos da telinha e os defensivos de donos de igrejas (na realidade, algumas igrejas evangélicas famosas tornaram-se verdadeiras empresas familiares), busquem de Deus entendimento e passem a examinar a Bíblia antes de colocarem seus comentários agressivos;

Todos nós também podemos ter essa “unção especial”, se colocarmos em prática as verdades de Cristo.

E, para um esclarecimento justo diante do Senhor, é necessário julgar os atos das pessoas segundo a Palavra de Deus:

Não julgueis segundo a aparência; mas julgai segundo a reta justiça” [João 7.24].

.
___________________

novembro 24, 2009

Perseverar na sã doutrina e pregar em todas as ocasiões

.
O Deus de paz nos santifique em tudo; e todo o nosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo;

Deve-se ter a necessidade de seguir a doutrina de Cristo, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, perseguições e aflições tais quais aconteceram com nosso amado irmão Paulo; quantas perseguições sofreu, e o Senhor de todas o livrou;

E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições” [2Timóteo 3].

Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados, muitos, líderes famosos de grandes igrejas evangélicas templos de tijolos.

Necessário e inevitável de se permanecer inteirados, sabendo que as Sagradas Escrituras, podem nos fazer sábios para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.

Toda a Escritura foi, e é divinamente inspirada, proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

Torna-se imprescindível, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na Sua vinda e no Seu reino, que se ensine a Palavra, a tempo e fora de tempo, redarguir, repreender, exortar, com toda a longanimidade e doutrina.

Porque neste tempo, muitos não suportam a sã doutrina de Cristo; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoam para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviam os ouvidos da verdade, voltando as fábulas, crendices, filosofias, dogmas de igrejas, maledicências, de homens amantes de si mesmos, que usam preguiçosos em meditar e examinar na Palavra de Deus.

Mas sejamos sóbrios em tudo, sofrendo as aflições, fazendo a obra de um evangelista, cumprindo nosso ministério.

.
_________________

novembro 22, 2009

Evangélicos pagam, enriquecem pastores, igrejas, e querem que Deus os abençoe!!!

.
Eis uma verdade absoluta e ninguém têm como negar!!

Amontoam-se em igrejas, enquanto uma multidão passa fome e necessidades ao redor do luxo, da fartura, do conforto, da beleza arquitetônica, tecnologica, e prepotente de seus templos de tijolos.

Em seus shows de fé ou gospel, alguns apostólicos, pulam, dançam, alimentam-se das palavras doces de seus líderes religiosos que, em púlpitos iluminados com grandes despesas supérfluas e o gosto excessivo e do prazer, ostentam um ensinamento doutrinário distante da verdade do evangelho de Cristo.

Em uma recusa fingida a fazer ou aceitar algo, estes pastores fundamentalistas, em seus ternos de fino trato, acreditam em seus dogmas como verdade absoluta, indiscutível, sem abrir-se, portanto, as premissas do diálogo, usam da membresia fiel, cega, surda, para seus ganhos, para enriquecimento ilícito da fé alheia, nas barbas de um governo que a tudo assiste e nada faz.

Pastores milionários, que desfilam poder, status, fama, adquiridos dos evangélicos que assistem a todo este enriquecimento, pois, são eles mesmos que fornecem as condições deste opulento mercado religioso, onde somente os pastores é quem lucra; o mundo dos evangélicos permeia-se com fantasia, barganha religiosa, tudo o que no mundo traz satisfação da carne disfarçado de Jesus, idolatria aos seus líderes e cantores, e pregações que-o-povo-quer-ouvir!!

Por certo que nosso tempo presente, transliterou-se para o religioso carnal, onde para alguns homens são pagas verdadeiras fortunas, no intuito de que outrem, os infelizes dizimistas e ofertantes a igrejas templos de tijolos possam supostamente obter algo de Deus!! Banal esta situação!!

Pela Bíblia, não há relato algum que transmite esta situação, não se encontra nas Sagradas Escrituras que alguém será abençoado por Deus se doar dízimos ou fizer ofertas para os templos de tijolos! Não somos nós que afirmamos tal situação degradante de sujeitar pessoas as contribuições firmadas em mentiras, pois que, não existem passagens bíblicas que afirmem sobre a obrigatoriedade de dízimos e ofertas para manutenção de pastores e igrejas templos de tijolos.

Aliás, não basta escolher versículos isolados para justificar esta ridícula situação de enriquecer pastores, é necessário uma análise pessoal de atitude, se realmente se está vivendo uma vida para Cristo ou se está se vivendo para receber de Cristo...

Jesus não precisa de dinheiro, mas, é certo que o pastor precisa do seu dinheiro!

A obra de Deus não precisa de dinheiro, mas, é certo que as igrejas templos de tijolos precisam do seu dinheiro!

Evangelizar pessoas não precisa de dinheiro, mas, é certo que programas de televisão precisam do seu dinheiro!

Pense bem! Reflita na Palavra de Deus! Nós precisamos pregar o evangelho de Jesus a todas as gentes, Paulo assim o fez, com dificuldades, naufrágios, prisões, perseguições...

Pedro, João, Tiago, os colunas da Igreja [Gálatas 2], também pregaram o evangelho de Jesus; e, nenhum deles relatou a necessidade de se enriquecer pastores e igrejas!

Muitos evangélicos crêem que ser próspero materialmente é ser abençoado, entretanto, o profeta Habacuque afirma o contrário; mesmo que tudo a nossa volta seja roubado, que não tenhamos nada por que alimentar, que nossos campos não produzam alimentos, mesmo assim, nos alegramos no Deus da nossa salvação [Habacuque 3]!

Infelizmente, hoje, ser evangélico é um oba-oba-religioso, milhares se acotovelam em templos de tijolos na busca de solução de problemas que jamais resolverão, pois, o evangelho é o anúncio da salvação; ser crente é ter uma vida de espiritualidade impar, voltada ao nosso próximo [Mateus 25.31-46], pois, Jesus em Seu ministério terreno não tinha onde recostar a cabeça [Mateus 8.20], e isto não é que esta sendo pregado nos púlpitos evangélicos!!

A sua, a minha, a nossa necessidade, é viver para Cristo, e não de Cristo!!!

.
____________________

novembro 19, 2009

Conceitos, dogmas, e a ótica da Verdade.

.
Há centenas de anos, os homens vêm se apoderando da Palavra de Deus e de Seu infinito Amor como forma de ganho e de aproveitamento; o tentador assim procedeu quando da investida contra o Senhor Jesus no deserto [Mateus 4].

E neste afã religioso, o desvirtuar e o distorcer a Palavra é o deleite para aqueles que querem tirar proveitos, sutilezas, engodos, e por que não dizer, fraudar a outrem em detrimento no temor ao Senhor.

Entendemos que a graça de Deus é favor imerecido; está além de nossas posses e virtudes; muitos têm uma idéia do que seja a graça, no sentido de facilidade, na tranquilidade das manifestações das bênçãos de Deus; mas, não se apercebem da graça como o privilégio do sofrer, porque a nós nos foi “concedido, em relação a Cristo, não somente crer nEle, como também padecer por Ele” [Filipenses 1]!

A sociedade religiosa evangélica vislumbra o patrocínio de bênçãos com o não-sofrimento, de um “deus analgésico”, anestesiando-os na busca do sustento fácil e indolor.

Portanto, eis a fórmula ideal para o sistema religioso: um povo sedento por bênçãos divinas sem esforço, e homens dispostos a criar milagres e facilidades na troca em forma financeira!

Porém, estes homens precisam estar revestidos de alguma autoridade religiosa, precisam ser algo que não são para impressionar tal povo preguiçoso...

Entra em cena a hermenêutica predatória, a particular e pessoal interpretação gananciosa das Sagradas Escrituras, dilacerando o santo em títulos, cargos, salários, status e fama, e, de improviso sarcástico adulteram a Palavra de Deus em compromisso unicamente humano;

Utilizam-se de versículos com um cuidado meticuloso em expor a mentira travestida de verdade, sobrecarregando o povo de imposições e maldições que não condizem com o Amor de Cristo e Sua doutrina;

Homens carregados em seus títulos e cargos religiosos, presunçosos, amedrontando a membresia com suas criações religiosas, dogmas, fantasias e credos que, indiscutivelmente, não fazem parte do beneplácito da vontade de Deus para com os homens.

É imprescindível viver exclusivo e simplesmente Cristo Jesus!

Em nenhum relato bíblico, de Gênesis a Apocalipse, em algum ou qualquer tempo, há a necessidade de cargos e títulos, muito menos salários pastorais para que se cumpra o real e verdadeiro pastorado do cuidado e amor ensinado por Jesus.

O desvio doutrinário que homens trazem através de Efésios 4.11, é indiscutível e humano; a Palavra de Deus relata sobre aqueles que o Senhor deu para apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e doutores, para o aperfeiçoamento dos santos, para edificação do corpo de Cristo, pelos quais são dons ministeriais a serem praticados por amor, é o chamado de Deus aos homens, capacitando-os...

... não são títulos para serem exibidos como troféus por merecimento, muito menos como cargos religiosos agregados ao nome, no intuito de fama e superioridade; a grande mídia religiosa através deste versículo, sustenta a hierarquia de títulos, cargos e salários em suas denominações igrejas templos de tijolos.

Outrossim, através das Sagradas Escrituras, maravilhamos Jesus agindo com intrepidez contra religiosos, que oprimiam as pessoas com regras humanas estabelecidas para justificar que existem pessoas melhores que as outras.

Abrindo um parêntese, vejamos o que o Tribunal Superior do Trabalho relata sobre salários pastorais:

O vínculo que une o pastor a sua igreja é de natureza religiosa e vocacional, relacionado a resposta a uma chamada interior e não ao intuito de percepção de remuneração terrena. A subordinação existente é de índole eclesiástica, e não empregatícia, e a retribuição percebida diz respeito exclusivamente ao necessário para a manutenção do religioso. Apenas no caso de desvirtuamento da própria instituição religiosa, buscando lucrar com a Palavra de Deus, é que se poderia enquadrar a igreja evangélica como empresa e o pastor como empregado“.

Não sejamos enganados, pastorear é alimentar o rebanho de Deus com a Palavra de Deus!

Num tom verdadeiro, afirmou Fabio, pois, temos um só Pastor sobre nossas vidas, Jesus, o Bom Pastor, que dá a vida pelas ovelhas e nós ouvimos a Sua voz, entramos pela Porta e encontramos cuidado, provisão e amor...

Tendo Jesus Cristo em nós... pastoreamos uns aos outros e nos submetemos uns aos outros em amor e no temor do Senhor!

.
_____________________

novembro 17, 2009

Perseverar, santidade, humildade

.
Somente se deve portar dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, estais num mesmo espírito, combatendo juntamente com o mesmo ânimo pela fé do evangelho.

E em nada nos espantar dos que resistem, o que para eles, na verdade, é indício de perdição, mas para nós de salvação, e isto de Deus.

Porque foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nEle, como também padecer por Ele, tendo o mesmo combate que já em Paulo temos visto.

Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, para que se sinta o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa.

Nada fazer por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo; não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

De sorte que haja em todos o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a Si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;

E, achado na forma de Homem, humilhou-se a Si mesmo, sendo obediente até a morte, e morte de cruz; por isso, também Deus O exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;

Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai” [Filipenses 2].

.
_______________________

novembro 13, 2009

Pastorear é alimentar o rebanho de Deus com a Palavra de Deus.

.
Temos visto o empobrecimento da grande maioria dos púlpitos em nosso País.

Há muitas novidades estranhas a Palavra de Deus que se infiltram na liturgia, na mensagem, na música e acabam debilitando a vida espiritual da "igreja" como templo.

Há igrejas envenenadas com toda sorte de heresias. Precisamos denunciar que há morte na panela em muitos púlpitos de nossa pátria!

Qual o motivo de tanta escassez? Acontece que seus pastores não estudam a Palavra. São pastores negligentes, preguiçosos, que pregam do vazio de sua mente e do engano do seu coração.

O pastor precisa ser um incansável estudioso da Palavra. Ele precisa trazer alimento farto para o rebanho. Uma ovelha faminta fica inquieta e está sujeita a desviar-se para outros lugares, caso não seja alimentada corretamente.

.
____________________

novembro 11, 2009

Algumas considerações sobre os gentios que pastores não ensinam!

.
Israel, judeu

Os termos "Israel" e "judeu", são amplamente utilizados em várias pregações, entretanto, "gentio" tão pouco é usado, e muito pouco se ensina a seu respeito.

O plano de Deus para este mundo está em torno de um povo, Israel, o povo judeu, escolhido não por causa de seu número, seu poder, ou qualquer outra coisa, mas, unicamente, porque Deus é soberano e escolheu Israel para ser o veículo de Seu plano para o mundo.

Israel povo escolhido [Isaías 41.8-10, 13, 14, 20]. Deus onipotente protege e guarda Seu povo escolhido da destruição [Jeremias 31.35-37]; e a ele foram instituídos mandamentos, lei, ordenanças, estatutos; 613 disposições, ordens e proibições, como por diversas vezes já dissemos, tais como, guarda do sábado, carne de porco, vestimenta (os tzitziot, “franjas com nós”), homens não devem raspar o cabelo das laterais de suas cabeças e barbear-se com uma lâmina, dizer o Shemá Israel duas vezes ao dia, usar tefilin (filactérios) na cabeça, circuncidar todos os indivíduos do sexo masculino em seu oitavo dia, etc, sem nos esquecer dos dízimos [Deuteronômio 14.22-29] de toda a novidade da semente, que são devidos das colheitas do povo e levados ao templo (de Salomão, em Jerusalém) para alimentar os levitas, estrangeiros, órfãos e viúvas.

Dentro dos propósitos de Deus, destaca-se:

1 – Deus requer que alguém leve a Sua Palavra ao mundo, neste caso, usou o povo judeu para produzir a Bíblia [Deuteronômio 4.1,2; Romanos 3.1,2];

2 – Deus através da nação de Israel que servindo de testemunha, mostra-se ao mundo o único Deus verdadeiro [Isaías 43.21]; e,

3 – Deus usando a nação de Israel como veículo para trazer o Messias ao mundo [Miquéias 5.2]; a redenção para o mundo emanaria do ventre de uma mãe judia.

Gentios

São todos aqueles que não pertencem ao povo de Israel, entretanto, Deus já preparara seus profetas para designarem que estes povos, um dia, seriam chamados, teriam o seu tempo [Ezequiel 30.3; Isaías 42.1,6; Atos 9.15]; designa um não-israelita, mais normalmente usado para referir não-judeus.

E este tempo presente, torna-se o tempo dos gentios, que somos nós, portanto, nos preparemos para aguardar a gloriosa vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, pois, outra oportunidade não haverá.

Israel é o povo escolhido, porém, porventura rejeitou Deus o Seu povo? De modo nenhum; Deus não rejeitou o Seu povo, que antes conheceu.

Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça. Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra.

Pois quê? O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos.

Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para incitá-los a emulação. E se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude!

Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado!

Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme!

Porque, se Deus não poupou os ramos naturais (Israel), teme que não te poupe a ti também” [Romanos 11].

Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também serás cortado!

A história de Israel, é relevante para todos os povos do mundo, tanto judeus como gentios, e os prepara a fim de que respondam pela fé ao Santo de Israel [Isaías 41.21-23]. Pela fé, não pelas obras da Lei.

Nenhum de nós, gentios, deve praticar as obras da Lei, jamais seremos um levita, apesar de adoradores; o próprio apóstolo Pedro foi repreendido por Paulo por querer que os gentios vivessem como judeus, pois que, nenhum homem é justificado pelas obras da Lei, mas pela fé em Jesus Cristo [Gálatas 2].

.
____________________

novembro 09, 2009

Qual sua esperança: Receber bênçãos por dízimos e ofertas ou pela volta de Jesus??!!

.
Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom” [Mateus 6].

É isto mesmo que nos exorta a Palavra de Deus; jamais poderemos servir a Cristo e as riquezas! É impossível esperar receber bênçãos para o dia de amanhã e a volta eminente de Jesus! Se pensares ao contrário, algo ou alguém está soprando em seus ouvidos aquilo que não condiz com as Sagradas Escrituras.

Mas, há um povo que busca ser servido por Deus, através de um ensinamento de que se comerá o melhor desta terra, que sendo filho de Deus receberá bênçãos mil, que sua fidelidade a um Deus Fiel é por sua mordomia em dízimos e manutenção de igrejas evangélicas templos de tijolos, programas televisivos. Insensatos!

Deus nunca requereu aos gentios (você e eu) a construção e manutenção de templos de tijolos e programas; qual o relato bíblico que serve de sustentáculo para esta prática??

Vez por outra, Jesus e Seus apóstolos, sempre admoestam a estarmos vigilantes quanto a Sua vinda, a majestade gloriosa do ápice do Amor de Jesus por todos aqueles que somente O esperam nesta vida:

- “Não se turbe o vosso coração... virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” [João 14]

E você?? Espera por Jesus ou estas a levar seus dízimos e ofertas para as igrejas evangélicas templos de tijolos para receber bênçãos para o amanhã??

Se você é um daqueles evangélicos que levam os dízimos e ofertas para estas igrejas evangélicas templos de tijolos, sem esquecermos-nos dos famosos programas televisivos disfarçados de evangelísticos que consomem verdadeiras fortunas, sem dúvida alguma, saiba que, isto nunca foi e nunca será a vontade de Deus! Faça como os bereanos, examine se o que está fazendo condiz com a Bíblia!

Lembre-se que, Malaquias era judeu e falara aos judeus; você, eu, seu pastor, somos gentios!!

Aliás, o que quer dizer “gentio"?

Gentio designa um não-israelita, mais normalmente usado para referir não-judeus.

Mas, louvemos ao Senhor que enxertou a Videira todos os gentios que, se convertem ao Senhor Jesus, tendo-O como único e suficiente Salvador [Romanos 11], querendo fazer tudo o que Lhe apraz, adorando-O em espírito e em verdade, tendo, porém, sustento e com que se cobrirem, se alegram [1Timóteo 6], assim como, se contentam com o que possuem [Hebreus 13], pois que, os verdadeiros adoradores não se inquietam pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo [Mateus 6].

Porque dizimar e ofertar para igrejas evangélicas templos de tijolos e programas televisivos, na esperança de receber bênçãos??

Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” [Mateus 6]

.
____________________

novembro 08, 2009

Enquete do Senado sobre PLC 122 fora do ar

.
Julio Severo

Quarta-feira de manhã fui informado sobre uma enquete do Senado sobre o PLC 122. Embora esse projeto, aprovado maliciosamente na Câmara dos Deputados no final de 2006, estabeleça, em nome dos direitos humanos, a opressão dos ativistas homossexuais sobre a sociedade, o Senado se limitou a fazer uma pergunta totalmente mascarada para sua enquete: “Você é a favor do PLC 122/06, que torna crime o preconceito contra homossexuais?”

A enquete não explica para os internautas que os militantes gays vêem como “preconceito” toda opinião médica, filosófica, moral ou religiosa contra o homossexualismo. A enquete também não revela para os votantes que toda manifestação contra o homossexualismo é considerada crime pelo PLC 122. Pregações contra o homossexualismo caem nessa categoria, e mesmo sem nenhuma lei semelhante ao PLC 122, pastores e padres já estão sendo ameaçados no Brasil. O Pr. Ademir Kreutzfeld, da Igreja Luterana de Santa Catarina, recebeu uma intimação em 2007 apenas por se opor ao homossexualismo.

A pergunta mais justa na enquete seria: “Você é a favor do PLC 122/06, que torna crime o direito de livre expressão contra o homossexualismo?" Mas longe do Senado ser acusado de justiça!

Mesmo assim, passei a quarta-feira (4 de novembro) incentivando as pessoas a votar na enquete e, se eu cresse em assombração, eu não teria escolha: havia fantasmas na enquete! De manhã, quando o “não” ao nocivo projeto subiu, a enquete saiu inexplicavelmente do ar. Quando voltou ao ar, lá estava o “sim” vencendo. De tarde, a mesma assombração.

Depois de uma nova virada do “não” na quinta e sexta-feira, atingindo o placar de 62% contra o PLC 122 e 38% a favor, o site do Senado tirou a enquete do ar e divulgou um comunicado:

"Com participação recorde de internautas, a enquete colocada no ar pela Agência Senado e pela Secretaria de Pesquisas e Opinião Pública (Sepop) saiu do ar, momentaneamente, por problemas técnicos. Até o final da manhã desta sexta-feira (6), a pergunta “Você é a favor do PLC 122/06, que torna crime o preconceito contra homossexuais?” já tinha recebido mais de 500 mil respostas. Desde o início das votações, as opções “sim” e “não” se revezaram na dianteira, e a enquete segue equilibrada.

A enquete voltará ao ar ainda hoje, com aprimoramento do sistema de segurança. Os técnicos da Sepop investigam a possibilidade de burla no sistema. O resultado final será conhecido no fim do mês de novembro. As enquetes pela internet não utilizam métodos científicos, apenas colocam os temas em debate."


Fonte: Agência Senado

A enquete (que se encontrava neste link: Senado) voltou ao ar por uns poucos minutos da sexta-feira, e depois desapareceu completamente, levando a pique a última contagem de 58% contra o PLC 122 e 42% a favor.

A verdade é que, com ou sem enquete, os fantasmas da homossexualização estatal, que aprovaram o PLC 122 na Câmara dos Deputados, estão prontos para intervir contra o direito de livre expressão contra o homossexualismo, seja no governo, nas escolas, na sociedade e até mesmo nas igrejas.

Fonte: http://juliosevero.blogspot.com/

Leia mais:

Pr Ademir Kreutzfeld é perseguido por alertar acerca da agenda homossexual

PLC 122: propaganda, fantasia e farsa na promoção do homossexualismo

PLC 122: Ditadura gay às portas do Brasil

Se a enquete voltar ao ar, você já sabe onde votar: Senado

.
____________________

novembro 05, 2009

Hierarquia evangélica, racismo religioso.

.
"Foi o modo de vida de índios brasileiros que provocou os primeiros passos de uma revolução na maneira de como pensar a humanidade. O intérprete da mudança foi o antropólogo Claude Lévi-Strauss. Na década de 1930 ele saiu de uma Paris cosmopolita e se embrenhou no Cerrado, no Pantanal e na Amazônia.

Ao conviver com os bororos, os nhambiquaras e outras etnias, Lévi-Strauss chegou a uma conclusão inovadora: “Que o modo de pensar dos índios é absolutamente idêntico ao nosso e o que o Lévi-Strauss vai mostrar é essa universalidade do pensamento humano, seja o pensamento dos ditos povos selvagens, seja o pensamento dos ditos povos civilizados. A importância disso é mostrar que, na verdade, não se pode hierarquizar povos, não se pode hierarquizar culturas, como se alguns fossem superiores a outros”.

As idéias de Lévi-Strauss tiveram um forte impacto no pensamento moderno, principalmente em um momento muito importante do século XX. Foi depois da Segunda Guerra Mundial, depois das atrocidades cometidas pelo nazismo, que propagava a superioridade de uma raça em relação às outras. Lévi-Strauss aproveitou a experiência que teve com os índios brasileiros para combater todas as teorias racistas."


Fonte: g1

O antropólogo Lévi-Strauss com um pouco de raciocínio lógico e perseverança naquilo que propôs a fazer, não se firmando em religião, mas, buscando conhecer o homem e seus princípios, ainda que, distantes da civilização, mas no princípio do pensamento, sem hierarquias absolutistas, sem imposição de rótulos, determinou que, para o ser chamado homem, absolutamente, todos são iguais.

Entretanto, quando trazemos este reflexo do pensamento para dentro do que se chamam “igreja”, o universo torna-se nebuloso, mesquinho, tenebroso, e avassalador.

A necessidade imperativa do homem religioso de ser superior é eminente no seguimento que mais necessitada que seja o contrário...

Este é o ensinamento de Jesus, para todo aquele que pensa ou deseja ser o maior:

- “O maior dentre vós será vosso servo. E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado” [Mateus 23].

Porém, não é o que estamos acostumados a encontrar na maioria das igrejas templos de tijolos, um desfile de soberba, uma exaltação ao ego, egocentrismo fora do comum, uma grande parcela dos que se intitulam “líderes”, se acham os donos da verdade, querendo que tudo e todos os vejam como um ser superior, exigem status, posição de destaque, com sua ordem e subordinação dos poderes eclesiásticos, burlam a vontade de Deus.

Podemos com certeza afirmar que, através do ensinamento religioso que impera no meio cristão (igrejas, blogs, comunidades virtuais), existe um certo "racismo", o indivíduo precisa fazer parte do meio de amizades, o amor fraternal é trocado por conhecimento somente pessoal, nas congregações, o que oferta quantidades maiores é destaque; há uma acepção generalizada quanto ao próximo, não basta falar de Cristo e Sua verdade, precisa ter afinidade individual, ser da panelinha.

A maioria pastoral, principalmente se tiver qualquer cursinho acadêmico, busca que todos o cerquem com bajulações, que todos os amem acima de tudo, que sejam as vedetes religiosas, esbanjando sabedoria (humana); selecionam para si, os que permeiam e aceitam seus ensinamentos.

Porém, nosso Amado Mestre assim adverte:

Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve” [Lucas 22].

Mas, não me venham com o cansativo discurso de que estou generalizando, existem humildes, e por sinal, são os verdadeiros homens de Deus; não desfilam título, não requerem tapinhas nas costas. Mas, são poucos!

Por certo que, Jesus, sempre através de Sua mensagem de Amor, requer que todos sejam iguais; título não é sinal de superioridade, hierarquia religiosa somente traz divisão entre os homens; a maioria dos pastores requer para si, um destaque que não se encontra nas Sagradas Escrituras; Cristo foi enfático:

Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros” [João 13].

.
______________________

novembro 02, 2009

Na defesa do evangelho, não de homens!

.
Já há muito tempo se faz ênfase e defesa de muitos dos dirigentes eclesiásticos do séc. XXI, os quais são homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, ingratos, profanos, sem afeto natural, caluniadores, cruéis, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, que infelizmente, nas igrejas templos de tijolos, os desavisados, desatentos e desinteressados em ter entendimento da Palavra de Deus, os chamam de "líderes", uma das definições que mais causa repúdio.

Entretanto, e, para glorificar o nome do Senhor, é o que se cumpre da Palavra de Deus, a qual nos afirma que haveria e há tais homens, dizem vir em nome de Jesus e estão enganando a muitos [Mateus 24], há falsos doutores, que encobertamente ensinam heresias de perdição [1Pedro 2].

Aliás, estes homens é motivo que leva muitos a afastar cada vez mais da presença do Senhor, muitos não se aproximam de Jesus em função destes cães! São ensinados na busca de riquezas materiais, sendo que muitos assim as querem.

Mas, os que não se deixam levar por estes amantes de si mesmos, valorizam cada segundo na presença de nosso Amado Salvador, pelo ensinamento de nosso amado Consolador, o Espírito Santo.

Sabendo que o livro Bíblia se conhece em pouco tempo, porém o entendimento nos vem é aprimorado no Amor de Deus, e esse Amor é fazer a vontade de Deus, tudo o que Lhe agrada; nos alegrar do cumprimento da Palavra de Deus; o Senhor dos Exércitos nos ordena de forma Soberana: "Este é o meu amado Filho; a Ele ouvi" [Lucas 9].

E aquele que dá ouvidos ao Senhor não se confunde com os acontecimentos e se acautela: E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles" [Romanos 16].

Sabemos que a unidade da "Igreja de Cristo" é fundamental para se ter uma vida de inteira comunhão, entretanto, cremos que esta unidade não é somente nas igrejas templos de tijolos, mas, se dá em Jesus e entre aqueles que realmente desejam buscar a santificação e em um Dia glorioso estar com Cristo Jesus, deixando as coisas deste mundo; devemos morrer a cada dia para alguma coisa... enfim, tudo em nós deve nascer de novo, devemos experimentar o ser uma "nova criatura" e criatura em Cristo Jesus.

Porém, devemos viver a Palavra de Deus, crermos fielmente somente em Jesus, não em palavras e doutrinas de homens, pois, muitos evangélicos são como nos diz a parábola do semeador [Lucas 8], ouviram a Palavra de Deus e, indo por diante, são sufocados com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição;

Muitos outros, estão como as noivas da parábola das dez virgens [Mateus 25], frequentam igrejas templos de tijolos, tomam as suas lâmpadas, mas, não levam azeite consigo, tosquenejaram todas e adormeceram!!

Ainda, podemos notar em esta geração, que muitos são os que gostam de escrever sobre a Palavra de Deus, dando suas particulares interpretações; suas falas e textos são máscaras religiosas que escondem suas defesas a muitos dos pastores atuais e das denominações, querem ser detentores de direitos autorais de seus textos, nos quais utilizam-se das Sagradas Escrituras, usurpando através de uma hermenêutica (método que visa a interpretação de textos) torpe.

Há vários blogueiros achando-se mestres, intelectuais religiosos, falam, falam, falam, mas não dizem nada, não chegam ao âmago da questão, não trazem o veredicto acerca da verdade, não dizem o que realmente deve ser dito, fazem rodeios, não trazem o ensinamento da fidelidade de se servir somente a Deus, a aguardar com esperança a gloriosa vinda de Jesus, mas, por certo que o Senhor ocultou estas coisas aos sábios, e as revelou aos pequeninos [Mateus 11].

Aos que defendem pastores e denominações religiosas, a Palavra de Deus é simples: "Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados" [Tito 1].

.
____________________

outubro 31, 2009

E disse Jesus: “Acautelai-vos, que ninguém vos engane”

.
O cuidado que nosso Senhor Jesus Cristo tem pelo Seu rebanho, as ovelhas que o Pai lhe deu, é incondicional, não as deixa só, e as fortalece através de Seu ensinamento, fazendo advertências quanto a homens amantes de si mesmos que utilizam da Palavra de Deus para vangloriarem e trazerem para si, a glória devida ao Senhor.

Nosso tempo presente, em toda a história da Igreja, é mais do que nunca, um reflexo, como num espelho, de tudo quanto o Senhor afirma através das Sagradas Escrituras, ao que os homens religiosos com seus títulos eclesiásticos estão fazendo de milhares de incautos e meninos inconstantes na fé. Ao bem da verdade, a maioria dos pastores atuais, são sectaristas vaidosos que comungam com suas posições infantis e heréticas, pensam ser os donos da verdade, que são os melhores exegetas do mundo, que são o depósito da fé, que são os preferidos do Senhor.

Em nenhum momento, a Bíblia transmite pela vontade divina, o que presenciamos nas igrejas evangélicas, e muito menos nas outras; as religiões de nosso tempo e o cristianismo não são o pensamento de Deus, e, muito menos, o de ter igrejas como centros organizados do cristianismo.

O pensamento de Deus é o de ter um povo na terra no qual, e no meio do qual, Cristo é tudo em todos. Esta é a Igreja.

Estaríamos equivocados quanto ao que estamos, aqui, afirmando??

Por exemplo, os evangélicos pregam o cristianismo, os católicos idem; mas estes dois grupos religiosos não dividem uma mesma doutrina e um mesmo entendimento ao ensinamento bíblico!

Cuidado para não ser enganado pelos homens!

O engano ficará cada vez mais forte até que Jesus venha. E como este engano está operando!

A cada dia, as igrejas evangélicas se distanciam do Alvo, Jesus! Todos os ensinamentos de homens, as doutrinas ensinadas, são diretamente ligados a busca de enriquecimento e soluções de problemas financeiros desta vida; ensinam que Deus, Dono do ouro e da prata, há de derramar bênçãos aos que, através de dízimos e ofertas, doam aos homens e as suas igrejas templos de tijolos.

Mas, devemos estar esperando a Sua Volta e não duvidando da Sua promessa de voltar, porém, quando o homem se preocupa com os problemas do dinheiro, logicamente, se preocupa com o dia de amanhã, e Jesus deu ênfase a esta ansiedade, pois, o dia de amanhã cuidará de si mesmo [Mateus 6]; devemos esperar um cumprimento literal da Sua Vinda; devemos esperá-la com confiança e fé, apesar do fato que seja muito tempo e o mundo zombe dela; e como a maioria dos evangélicos e seus líderes a tem zombado!

Muitos estão se escondendo atrás da chamada “teologia”, para introduzirem ensinamentos que contradizem a Palavra de Deus, distorcendo as Sagradas Escrituras com falsas afirmações, lendas, querendo que muitos se enfraqueçam na fé;

Criam desvios na Palavra de Deus, iludem com falsas afirmações bíblicas, utilizam de versículos que não são aplicados ao tempo presente, a nós, os gentios; uma hermenêutica demoníaca, onde profanam a vontade divina a que se deve buscar primeiro o Reino de Deus e a Sua justiça, tentando esconder que Deus irá conceder todas as necessidades através de ofertas mirabolantes, na compra dizimista, que as igrejas templos de tijolos são locais exclusivamente santos, ensinam vãs filosofias, divulgam crenças, mas, nada disso existe pela Palavra de Deus!! Pura heresia, Cristo nos advertiu sobre todas as coisas que deveríamos presenciar e suportar; Jesus nos ama, e deu de Si por amor de nós. Aleluia! Amém!

Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” [Apocalipse 3].

.
___________________